Serão ofertadas 60 bolsas em cinco atividades do laboratório imersivo de formação audiovisual que ocorrerá em março

Por Sthefany Duhz
25/02/2021 15:56

Nota aos leitores: O CineMarias oferece abertamente todo conteúdo de sua plataforma por sua contribuição diária para a agenda 2030. 

As inscrições do CineMarias foram prorrogadas! Agora você, Maria, tem até o dia 1º de março (próxima segunda-feira) para fazer a sua inscrição! Mas não vai deixar para última hora, viu!  As inscritas devem ter entre 18 e 29 anos e residir, preferencialmente, em bairros abrangidos pelo Programa Estado Presente do Governo do Estado ou inscritas no CADÚnico. O projeto também irá conceder 60 bolsas para jovens mulheres moradoras de comunidades da Grande Vitória aprenderem sobre cinema e narrativas audiovisuais.


As atividades são todas gratuitas e incluem três cursos, um seminário online e uma oficina de filmes que misturam cinema e poesia.  As candidatas poderão escolher entre as atividades divididas nas seguintes modalidades:



  • Laboratório imersivo: as jovens realizam os três cursos de introdução ao audiovisual (roteiro, linguagem cinematográfica e edição); participam de um seminário online e uma oficina de produção de filmes-poesia com base em denúncias de violência registradas na Lei Maria da Penha. O valor da bolsa nessa modalidade é de R$ 600,00.



  • Atividades avulsas: as participantes devem escolher apenas uma das quatro ações educativas - seminário, curso de roteiro, curso de linguagem cinematográfica ou edição. O valor da bolsa nessa modalidade é de R$ 400,00.


As vagas estão distribuídas da seguinte forma:



  • seminário CineMarias: 30 vagas (desse total, 20 vagas serão destinadas às bolsistas do Laboratório imersivo e dez às inscritas na modalidade Atividades avulsas);


  • curso Voz e introdução à criação de roteiro: 30 vagas (20 vagas para as participantes do Laboratório imersivo e dez para as inscritas na modalidade Atividades avulsas);



  • curso O olhar, a tela e a linguagem cinematográfica: 30 vagas (sendo 20 vagas para as participantes do Laboratório imersivo e dez para as inscritas na modalidade Atividades avulsas);


  • curso Somos todas montadoras: introdução ao pensamento, teoria da montagem e técnicas de edição: 30 vagas (20 vagas para as participantes do Laboratório imersivo e dez para as inscritas na modalidade Atividades avulsas);



  • oficina de realização e produção de filmes-poesia Existo porque resisto: 20 vagas destinadas apenas às participantes inscritas na modalidade Laboratório imersivo.


Realizadoras brasileiras integram equipe formativa


O CineMarias convidou mulheres que atuam no cenário cultural local e também realizadoras e pesquisadoras do cinema nacional brasileiro contemporâneo para a programação do laboratório imersivo de sensibilização e capacitação audiovisual.


A abertura do projeto ocorre com a realização do seminário A tela por elas que irá realizar três workshops sobre cinema e mulher. À frente dessas estão Eliza Capai (jornalista e documentarista), Kênia Freitas (pós-doutora em comunicação), Maíra Oliveira (diretora e roteirista) e Andrea Palermo (roteirista, script-doctor e docente). Também serão realizadas mesas redondas com jornalistas, pesquisadoras e representantes de instituições e ações locais de enfrentamento à violência contra mulher.


O evento vai abordar a construção de novas narrativas sobre as mulheres na TV e no cinema e provocar a reflexão sobre seus direitos, igualdade de gênero, e a violência e liberdade de seus corpos.


Na sequência, serão realizados os cursos formativos de audiovisual (nível básico) que têm Melina Galante como facilitadora do curso Introdução ao roteiro; Liliana Mont Serrat ministrando O olhar, a tela e a linguagem cinematográfica e Carol Covre à frente do Somos todas montadoras: introdução ao pensamento, teoria da montagem e técnicas de edição. Ao fim da formação audiovisual, será realizada a oficina de produção de filmes-poesia Existo porque resisto com as diretoras Liliana Mont Serrat e Luana Laux. A proposta é realizar quatro filmes inspirados em relatos de misoginia, assédio e violência denunciados por mulheres na Lei Maria da Penha, além das próprias experiências pessoais das jovens participantes.


 


Programação


8 a 12 de março | Seminário online A tela por elas   


Workshop 1: A tela por elas: resistência, poesia e representação da mulher no audiovisual (Facilitadora: Eliza Capai - 10 horas/3 encontros)


Workshop 2: Afrofuturismo, fabulando futuros negros


(Kênia Freitas/ 6 horas/ 2 encontros)


Workshop 3: A história que eles contam


(Andrea Palermo/ Maíra Oliveira - 6 horas/ 2 encontros)


 


Mesa redonda 1: Imprensa, voz e a agenda de direito das mulheres. A mesa irá abordar as tendências e práticas da cobertura jornalística sobre a violência de gênero e das novas narrativas criadas por mulheres ocupando espaços de poder.


Mesa redonda 2: Direitos e Segurança da Mulher.  As participantes vão debater os desafios para a garantia da vida e dos direitos das mulheres e os serviços e acolhimento às vítimas de violência.


Mesa redonda 3: A dona da história. A mesa vai conversar sobre o espaço, direito à voz e o protagonismo feminino na construção de suas próprias narrativas.


 


15 de março a 9 de abril | Cursos de formação básica em audiovisual


Curso 1: Voz e introdução à criação de roteiro (30h)


(De 15 a 19 março com a realizadora e roteirista, Melina Galante).


Curso 2: O olhar, a tela e a linguagem cinematográfica (30h)


(De 22 a 26 março com a assistente de direção e produtora executiva, Liliana Mont Serrat).


Curso 3: Somos todas montadoras: introdução ao pensamento, teoria da montagem e técnicas de edição (30h).


(De 29 março a 2 abril com a editora e realizadora, Carol Covre).


Oficina: Existo porque resisto (30h).


(De 5 a 9 abril com as facilitadoras Luana Laux, diretora e roteirista; e a assistente de direção e produtora executiva, Liliana Mont Serrat).


CineMarias


Laboratório imersivo de sensibilização e capacitação audiovisual


Inscrições prorrogadas: até 1º de março


Realização: de 8 de março a 9 de abril


Local: programação virtual e semipresencial (cursos e oficina)